Teste do Olhinho

Verifica se o recém-nascido tem alguma doença congênita (catarata, glaucoma, etc.) e principalmente afastar o retinoblastoma (tumor maligno congênito). Consiste em uma avaliação oftalmológica simples, que deveria ser realizada logo após o nascimento.

O teste do Reflexo Vermelho é um exame de triagem neonatal, que se destina, dentre outras coisas, à detecção precoce de Catarata Congênita.

De acordo com a Lei Estadual nº3.931/02, de autoria de Noel de Carvalho (PMDB), todos os Hospitais, Públicos ou Particulares, são obrigados a realizar o exame, assim como também o fazem em relação ao "Teste do Pezinho".

O objetivo da Lei seria a realização do exame até o primeiro mês de vida, para garantir que a Catarata Congênita pudesse ser identificada precocemente, uma vez que uma intervenção terapêutica permite uma redução de danos à acuidade visual.


Descrição da técnica:

O Reflexo Vermelho é um exame simples, rápido e realizado através de um Oftalmoscópio monocular direto (espécie de lanterna usada para avaliação oftalmológica) que vai transpor os meios transparentes do olho, refletindo a coloração da retina.

O teste do Reflexo vermelho não deve ser encarado como um exame que avalia as estruturas retinianas como vasos, disco óptico e mácula. Para tal avaliação deve ser realizada uma fundoscopia. O objetivo do teste é avaliar se existe algum obstáculo à chegada da luz até a retina como opacidade de córnea, catarata e hemorragias vítreas ou por doenças existentes na própria retina como um retinoblastoma.

Na presença de alguma opacificação da córnea, do cristalino ou vítreo, o que representa obstáculo à passagem de luz, o reflexo demonstrará uma alteração na cor, tendendo para o amarelo, ou até mesmo para sua ausência (leucocoria). A leucocoria ou pupila branca é uma resposta anormal e pode indicar a presença de doenças como catarata congênita e retinopatia da prematuridade.

Sempre que houver qualquer forma de opacidade ou assimetria entre os reflexos dos dois olhos, o recém-nascido deve ser encaminhado com urgência a um serviço de oftalmologia para uma avaliação mais específica.

Atenção: dilata a pupila.

Referências
1) Importância da avaliação oftalmológica em recém-natos Jornal de Pediatria J. Pediatr. (Rio J.) vol.78 no.3 Porto Alegre 2002 Exame

Agende sua consulta!
*/ //]]>